Conheça a marchinha ‘No Boteco do José’, usada pelo Vasco para alfinetar o Urubu

Conheça a marchinha ‘No Boteco do José’, usada pelo Vasco para alfinetar o Urubu

SIGA-NOS

Conheça a marchinha ‘No Boteco do José’, usada pelo Vasco para alfinetar o Urubu Domingo, 03/07/2022 – 11:30 “Tese de boteco”. A frase proferida pelos advogados do Flamengo tinha o intuito de inverter a decisão judicial que determinou o jogo entre Vasco e Sport marcado para hoje, às 16h, no Maracanã. Mas o argumento almejava fragilizar os argumentos vascaínos acabou se tornando um instrumento de ironia do próprio Cruzmaltino, a ponto de fazer o clube resgatar uma marchinha de 1946.

A música “No Boteco do José” —cantada por Linda Batista e composta por Wilson Batista e Augusto Garcez— foi postada entre as inúmeras provocações que o Vasco fez ao rival sobre o tema. Diz o samba:

“Vamos lá que hoje é de graça No Boteco do José Entra homem entra menino Entra velho entra mulher É só dizer que é Vascaíno Que é amigo do Lelé Solta foguete até de madrugada Canta-se o fado bebendo a champanhada Segunda-feira só abre por insistência Quando o Vasco é campeão Seu José vai à falência”

A música foi criada em homenagem ao jogador Lelé, eternizado no famoso trio de ataque “Os Três Patetas”, com Jair Rosa Pinto e Isaías, todos oriundos do Madureira e que, com a camisa do Vasco, fizeram história com o inesquecível “Expresso da Vitória”, campeão sul-americano em 1948.

O curioso desta canção é que Wilson Batista, um dos compositores, era torcedor justamente do Flamengo, alvo da brincadeira 76 anos depois. A cantora Linda Batista faleceu em 1988.

Vasco perde a mão na brincadeira e comete erro grave

O “culto” ao boteco e as brincadeiras acerca do tema inundaram as redes sociais, e o Vasco vinha “surfando” muito bem nesse burburinho, postando parciais das vendas de ingresso com esta temática, entre outras provocações. Mas o clube acabou perdendo a mão e mais uma alfinetada ao cometer um erro em gravação da Vasco TV.

No vídeo, já retirado do ar, um homem interpretando um garçom num boteco, servia uma cerveja ao mascote do clube apelidado de “Almir”. O “ator” em questão era João Victor Correia Giffoni Hygino, um dos acusados de agredir Pedro Scudieri, torcedor do Fluminense agredido violentamente em 2017 com barras de ferro, que chegou a ficar em coma induzido e passou 157 dias internado.

Em abril do ano passado, no entanto, João e outros dois acusados foram absolvidos pela Justiça por “insuficiência de provas”.

Ao tomar conhecimento do fato, o Vasco retirou a gravação do ar, pediu desculpas no perfil da VascoTV e disse que a imagem foi utilizada “involuntariamente”.

Ingressos esgotados em seis horas para Vasco x Sport

No que se refere à campo e bola, o clima é de muita expectativa para o jogo de hoje (3) entre Vasco e Sport. Os ingressos para a torcida vascaína foram esgotados em apenas seis horas. Restam apenas bilhetes destinados aos visitantes, que serão comercializados somente neste domingo por medida de segurança aplicada pelo Batalhão Especial de Policiamento em Estádios (Bepe).

O Cruzmaltino terá o desfalque do zagueiro e capitão Anderson Conceição, expulso na derrota por 2 a 0 para o Novorizontino. Seu substituto será Danilo Boza.

Há mistério na lateral direita. O titular Gabriel Dias ainda se recupera de uma tendinite no joelho direito e é dúvida. Weverton e Léo Matos disputam a vaga.

O Vasco está na segunda colocação da Série B com 30 pontos.

Dona Nina, 90 anos e a mais nova Sócia Gigante. Essa coisa linda ainda relembrou o belo samba “No Boteco do José, de Wilson Batista”.

“Entra homem, entra meninoEntra velho, entra mulherÉ só dizer que é vascaínoE que é amigo do Lelé”

📹: Matheus Babo | #VascoDaGama pic.twitter.com/F2FgsN26SX

— Vasco da Gama (@VascodaGama) November 28, 2019

Fonte: UOL

Compartilhe

Curtir isso:

Curtir Carregando…

Relacionado

Fonte: vasconet.com.br/2022/07/03/conheca-a-marchinha-no-boteco-do-jose-usada-pelo-vasco-para-alfinetar-o-urubu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.