Ação da VascoTV com agressor de torcedor do Fluminense causa polêmica; clube se desculpa

Ação da VascoTV com agressor de torcedor do Fluminense causa polêmica; clube se desculpa

SIGA-NOS

Ação da VascoTV com agressor de torcedor do Fluminense causa polêmica; clube se desculpa Quarta-feira, 29/06/2022 – 09:59 VascoTV @VascoTVOficial A VascoTV lamenta que em vídeo veiculado ontem tenha sido utilizada, involuntariamente, a imagem de uma pessoa acusada de agressão. Tão logo a questão foi identificada, o vídeo foi retirado do ar.

O Vasco da Gama pede desculpas pelo incidente e reafirma seu repúdio a qualquer tipo de violência e seguirá na luta por respeito, igualdade e inclusão.

Fonte: Twitter VascoTV

Ação do Vasco com agressor de torcedor do Fluminense causa polêmica; clube se desculpa

Uma ação do Vasco nas redes sociais, nesta terça, gerou polêmica entre os torcedores. Em um vídeo para provocar o Flamengo, por conta do jogo do Maracanã, um dos participantes é João Victor Correira Giffoni Hygino, um dos agressores de Pedro Scudi, torcedor do Fluminense espancado em 2017, que ficou meses internado. O material foi retirado do ar, e o clube se desculpou na manhã desta quarta.

João Victor e outros dois agressores foram absolvidos pela Justiça, mas a ação revoltou muitos torcedores do Fluminense e também vascaínos. No vídeo, João Victor aparece como garçom em um botequim, servindo uma cerveja ao Mascote Almirante.

O vídeo faz alusão ao fato de a defesa do Flamengo, na ação em que o Vasco abriu para jogar contra o Sport no Maracanã, afirma que a tese do clube é baseada em uma “lógica de conversa de botequim”. A Justiça deu ganho de causa ao Vasco.

Na manhã desta quarta, após apagar o vídeo de suas redes sociais, o Vasco se desculpou pelo episódio.

– A Vasco TV lamenta que em vídeo veiculado ontem tenha sido utilizada, involuntariamente, a imagem de uma pessoa acusada de agressão. Tão logo a questão foi identificada, o vídeo foi retirado do ar. O Vasco da Gama pede desculpas pelo incidente e reafirma seu repúdio a qualquer tipo de violência e seguirá a lutar por respeito, igualdade e inclusão.

A agressão ocorreu em fevereiro de 2017. Scudi foi atingido com barras de ferro, chegou a ficar em coma induzido e passou 157 dias internado. O jovem precisou passar por diversas cirurgias e possui graves sequelas até hoje.

Pedro Scudi foi agredido em fevereiro de 2017

Fonte: ge

Compartilhe

Curtir isso:

Curtir Carregando…

Relacionado

Fonte: vasconet.com.br/2022/06/29/acao-da-vascotv-com-agressor-de-torcedor-do-fluminense-causa-polemica-clube-se-desculpa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.