Confira o perfil dos homenageados com a Honraria Pai Santana

Confira o perfil dos homenageados com a Honraria Pai Santana

A medalha da Honraria Pai Santana foi entregue ontem em São Januário antes do jogo entre Vasco e Grêmio. Confira o perfil dos homenageados.

imagem03-06-2022-15-06-25
imagem03-06-2022-15-06-25

Fatou Ndiaye

A jovem Fatou Ndiaye, de apenas 16 anos, tem ganhado notoriedade no debate racial no país.  Brasileira e filha de senegaleses, estudante, palestrante, colunista e influenciadora digital, Fatou amplificou a luta antirracista nos últimos anos, levando aos jovens e adultos a realidade do preconceito racial e social no país. Fenômeno na internet, colunista da Folha de São Paulo, sua audiência conta com mais de 121 mil seguidores no Instagram e 95 mil no Twitter, onde costuma se posicionar diante de temas como antirracismo, contextos sociais, econômicos e geopolíticos do Brasil e do continente africano.

imagem03-06-2022-15-06-29
imagem03-06-2022-15-06-29

Prof. Júnior

José Nilton Júnior é professor de História, historiador, filósofo e palestrante. Mestre em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Especialista em História da África do Sul e questões raciais, idealizador e coordenador da Comissão das Relações Étnicas-Raciais em uma das escolas em que trabalha, atualmente, Prof. Júnior também está ligado à pasta de História e Responsabilidade Social do Club de Regatas Vasco da Gama. Na agremiação vascaína, colabora com a formação antirracista dos atletas profissionais e da base.

imagem03-06-2022-15-06-30
imagem03-06-2022-15-06-30

Rafael dos Santos

Rafael dos Santos é um dos maiores especialistas em Pluralidade Cultural no Brasil. Graduado em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF), com mestrado em Educação pela mesma instituição e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (USP), é Especialista em Regulação das Atividades Cinematográfica e Audiovisual da Agência Nacional do Cinema (ANCINE), desenvolve ações culturais diversas e foi Diretor Cultural do Grêmio Recreativo Escola de Samba União da Ilha do Governador (G.R.E.S.U.I.G). Professor-Associado do Departamento de Inclusão e Educação Continuada, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rafael dos Santos possui experiência em consultoria em projetos culturais e sociais, em estudos teóricos e atividades práticas e profissionais nas áreas de cultura, educação, meio ambiente, ciência e tecnologia, inovação, audiovisual, cinema, televisão e projetos sociais e do terceiro setor. Foi Diretor de Articulação do Grupo Cultural AfroReggae, Diretor da Lúmini: Cultura, Pesquisa e Ação Social e membro do Conselho Estadual dos Direitos do Negro (CEDINE-RJ). Produziu, roteirizou e apresentou a série “Pluralidade Cultural – na sociedade, nas escolas, no cotidiano”.

imagem03-06-2022-15-06-32
imagem03-06-2022-15-06-32

Roger Machado Marques, treinador de futebol do Grêmio, é um ex-futebolista que atuava na lateral esquerda. Multicampeão pela equipe gaúcha, Roger vem construindo uma grande carreira como técnico. Um dos poucos treinadores negros entre as principais divisões de futebol do Brasil, Roger vem utilizando sua representatividade para denunciar o racismo no esporte e na sociedade, amplificando a luta antirracista.

imagem03-06-2022-15-06-32
imagem03-06-2022-15-06-32

Marcelo Carvalho

Marcelo Carvalho é idealizador e diretor do Observatório da Discriminação Racial no Futebol, projeto que acredita no futebol como um importante instrumento de transformação social. Fundado com o objetivo de monitorar, acompanhar e noticiar os casos de racismo no futebol brasileiro, assim como pensar e desenvolver ações que visem combater o preconceito racial e social, o Observatório é uma ferramenta estatística e intelectual de consulta para pesquisas acadêmicas, imprensa e o público no geral. O trabalho de Marcelo se consolidou no Brasil como uma grande referência para a luta antirracista no futebol.

imagem03-06-2022-15-06-33
imagem03-06-2022-15-06-33

Mano Brown

Pedro Paulo Soares Pereira, conhecido como Mano Brown, é a principal referência do rap brasileiro. Em mais de 30 anos de carreira, ajudou a popularizar o gênero com músicas sobre temas como a trajetória de um homem negro e periférico no Brasil, compondo sobre racismo e preconceito social. Trazendo a luta antirracista em forma de arte, Mano Brown e os Racionais MC’s se tornaram o maior grupo de rap do Brasil. Discos como “Sobrevivendo no Inferno” são, no presente, objeto de muitas pesquisas no campo das ciências humanas. No ano passado, Brown estreou seu mais novo projeto, o podcast Mano a Mano, que vem ajudando a amplificar o debate racial no país.

imagem03-06-2022-15-06-33
imagem03-06-2022-15-06-33

Emicida

Leandro Roque de Oliveira, mais conhecido como Emicida, é um dos principais nome do rap brasileiro. Cantor, compositor e autor do livro “Amoras”, o trabalho de Emicida se destaca pela facilidade em abordar temas como negritude, empoderamento e antirracismo de maneira inspiradora, colecionando fãs (jovens e adultos) no Brasil e no mundo. Criado nas batalhas de rima em São Paulo, o artista já foi premiado pelo Grammy Latino em diferentes categorias e se tornou uma referência para a juventude negra no Brasil.

imagem03-06-2022-15-06-36
imagem03-06-2022-15-06-36

Aranha

Mário Lucio Duarte Costa, mais conhecido por Aranha, foi goleiro de grandes times do futebol brasileiro e, atualmente, é escritor. Lançou recentemente a obra “Brasil Tumbeiro”, que busca introduzir crianças e jovens no debate sobre o racismo, contando a história do Brasil através de protagonismos negros. Em 2014, atuando pela equipe do Santos (SP), Aranha sofreu ataques racistas de uma torcedora do Grêmio (RS), na arena gremista. Ainda em campo, confrontou a agressão, se posicionando firmemente na imprensa. Desde então, Aranha segue sendo uma inspiração para a luta antirracista no esporte, que viu aumentar suas denúncias e suas políticas de combate ao preconceito racial nos últimos anos.

imagem03-06-2022-15-06-38
imagem03-06-2022-15-06-38

Taís Araújo

Taís Araújo é uma das maiores atrizes brasileiras deste século. Apresentadora, jornalista, empresária e vascaína, a atriz conquistou a TV brasileira com belas atuações em filmes e novelas. Nomeada, em 2017, Defensora dos Direitos das Mulheres Negras pela ONU Mulheres Brasil, Taís utiliza todo o engajamento de suas redes para se posicionar em favor do combate ao preconceito, sobretudo inspirando a luta antirracista.

imagem03-06-2022-15-06-41
imagem03-06-2022-15-06-41

Flávia Oliveira

Flávia Oliveira é jornalista, colunista e escritora, com trabalhos importantes para TV e rádio, e mais de 25 anos atuando no jornal O Globo. Mulher negra, do candomblé e do samba, como se define, Flávia leva ao público em geral o debate racial, através de diferentes acontecimentos, por meio da televisão, do jornal e da internet. A jornalista também constrói e amplifica a voz de importantes movimentos sociais, conquistando grande admiração através de seus posicionamentos.

imagem03-06-2022-15-06-41
imagem03-06-2022-15-06-41

Kleber Lucas

Kleber Lucas é pastor, cantor, compositor, historiador e teólogo. Ele estuda a História das Religiões, sobretudo as chamadas espiritualidades marginais. Pastor evangélico, Kleber Lucas realiza um grande trabalho em defesa dos direitos humanos, lutando contra a intolerância e denunciando o racismo a partir de perspectivas religiosas. Com mais de 25 anos de ministério, Kleber Lucas é um agente importante para a luta antirracista no Brasil e usa os espaços que constrói para se posicionar sobre temas fundamentais da sociedade.

imagem03-06-2022-15-06-45
imagem03-06-2022-15-06-45

Frei David

Frei David Raimundo Santos possui formação acadêmica nas áreas da Filosofia e Teologia.  Há mais de 20 anos dedica-se a trabalhos populares, sobretudo na área da Educação para a população negra e periférica. Frei David foi um dos fundadores do Movimento Pré-Vestibular para Negros e Carentes (PVNC), e também do EDUCAFRO (Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes). Junto com outras lideranças dos movimentos negros, tem contribuído para o debate sobre políticas de ações afirmativas para afrodescendentes nas universidades públicas no Brasil, sendo um grande ativista de pautas como o sistema de cotas raciais, o racismo estrutural e a educação no Brasil para jovens negros e refugiados.

Honraria Pai SantanaVascoVasco da Gama

Fonte: vasco.com.br/confira-o-perfil-dos-homenageados-com-a-honraria-pai-santana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.